Consumidores confiam mais nas marcas locais


As marcas com escala local parecem estar a conquistar cada vez mais adeptos. Um estudo elaborado pela McCann Truth Central, com base em mais de 24 mil entrevistas em 29 países, indica que 56% dos consumidores confia mais nas marcas locais do que nas globais. Em 2015, este indicador não ia além dos 43%.

 

O problema não está especificamente nas marcas comerciais, alargando-se também às institucionais: 72% das pessoas inquiridas considera que as instituições como o Banco Mundial e a ONU não entendem as verdadeiras necessidades dos países e respetivos cidadãos.

 

Contudo, apesar do clima de desconfiança, o mesmo estudo revela que 81% aponta as marcas globais como potenciais promotoras do bem comum, uma vez que têm o alcance necessário para espalhar boas práticas.

 

“A conclusão chave sobre a atitude das pessoas, a nível global, é de que os consumidores, apesar de tudo, acreditam no poder das marcas e das empresas no sentido de atuarem de forma positiva. De facto, confiam mais nas marcas e corporações globais do que nas instituições, organismos políticos ou outras organizações”, afirma Suzanne Powers, directora-global de Estratégia da McCann Worldgroup, citada pelo site espanhol Marketing News.

FreshMail.com